Em um conceito abrangente, gerenciamento de risco é o processo de organização, controle e planejamento em prol de minimizar os riscos referentes a logística de produção e transporte de um negócio. Através do GRI, é possível agregar mas valor às operações de uma empresa, a medida que esse gerenciamento assegura que a mesma estará estruturada para desenvolver suas atividades da maneira eficiente, eliminando qualquer tipo de problema em sua linha de produção ou entrega de produtos.

A elaboração de um plano de Gerenciamento de Risco envolve o trabalho em conjunto de todos os funcionários e parceiros de um negócio. Estes, devem formular estratégias coletivas, que ao serem aplicadas no estabelecimento, serão capazes de controlar todo o seu processo de gestão, acabando possíveis riscos que afetem ou gerem qualquer tipo de danos financeiros ou morais.

Gerenciamento de risco no transporte de cargas

Quando se trata do transporte de suas cargas, gerenciar riscos é fundamental para que a sua empresa consiga otimizar custos e corresponder às expectativas dos clientes. No entanto, ao contrário do que muitas empresas pensam, o gerenciamento de risco no transporte de mercadorias vai muito além do processo que se dá entre o carregamento do frete e a chegada da carga em seu destino final.

A fim de prevenir qualquer tipo de problemas durante o transporte de suas mercadorias, é necessário contar com uma transportadora que esteja ciente disso, assim como a Maxitrans. O verdadeiro gerenciamento de riscos por parte de uma transportadora inicia bem antes do frete em si, na escolha de motoristas de qualidade e capacitação de profissionais para lidar com os diferentes tipo de carga.

Quatro fases do gerenciamento de risco no transporte de cargas:

  1. Analisar projeto
  2. Identificar riscos
  3. Avaliar estratégias que minimizem possibilidades de riscos
  4. Se estruturar para colocar estratégia em prática

Na primeira fase, a empresa irá apresentar o seu projeto de frete para a transportadora, informando-a sobre detalhes da carga, da rota, além de dados como prazo de entrega e outras especificações. A partir daí, os consultores de risco da transportadora utilizarão estas informações para identificar os riscos desse transporte, que são definidos a partir da análise de diversos fatores – qualidade das estradas, índices de violência, etc.

Após feita essa identificação, a transportadora irá escolher a melhor equipe e veículo para designar a essa tarefa e, então, fazer um planejamento completo para assegurar a implementação de soluções e medidas preventivas que serão capazes de reduzir a possibilidade que os riscos identificados ocorram.

Abaixo, você pode conferir alguns dos recursos utilizados por transportadoras como parte do seu gerenciamento de riscos:

  • Sistema avançado de rastreamento via GPS
  • Escolta armada, caso necessário
  • Monitoramento da frota através de câmeras embarcadas

Estes recursos permitem que o contratante tenha total tranquilidade quanto a segurança da sua carga, sendo capaz de monitorar cada fase do processo. Além disso, optar pela contratação de uma transportadora que faça GRI pode implicar até mesmo na otimização de gastos – a medida que elimina custos com eventuais problema durante o transporte, danos à carga, acidentes, multas ambientais ou processos judiciais.

Na Maxitrans, oferecemos total suporte quanto ao gerenciamento de riscos no transporte da carga de nossos clientes. Nossa empresa adota todos os conceitos e recursos para assegurar a melhor e mais segura forma de frete, definida de acordo com o tipo de carga, rota e modais. Dessa forma, eliminamos qualquer chance de danos à carga de nossos clientes, tanto no transporte nacional, quanto internacional!

Clique aqui para fazer uma cotação com a Maxitrans!