• Português
  • English
  • Español

Logística internacional: como enviar carga para o exterior

Posted on

(1029)

Enviar uma carga para o exterior pode ser um grande desafio, visto que o embarcador precisa lidar com as regulamentações do país de destino de suas mercadorias. A maior dificuldade deve-se ao fato de que as leis aduaneiras e a cultura de exportação variam muito de país para país. Por isso, ao exportar uma carga é preciso contar com a assistência de uma transportadora ou despachante com experiência em executar operações de logística internacional.

Para que você tenha uma noção básica sobre como é o processo de enviar cargas para o exterior, no post de hoje você pode conferir as principais formas de exportar suas mercadorias, entendendo melhor sobre como se dá a logística internacional de cada uma delas. Boa leitura!

Frete Aéreo Internacional

O modal aéreo é muito utilizado para o transporte internacional de cargas, por apresentar uma solução rápida e extremamente segura de movimentar mercadorias. Ainda que com um custo elevado, o frete aéreo possibilita que a sua carga chegue ao destino final com a maior agilidade possível, sendo ideal para transportes intercontinentais de maior urgência, como mercadorias perecíveis, partes e peças para reposição ou bagagens desacompanhadas.

O preço do frete aéreo é feito através de um cálculo definido pela IATA,  que considera fatores como peso/volume da mercadoria, rota e época do frete. Fora a agilidade inigualável do frete aéreo, outros benefícios de exportar sua carga através deste modal são os custos reduzidos com seguro, estocagem e embalagem.

Frete Marítimo Internacional

O frete marítimo possibilita a exportação de mercadorias que não possuem tanta urgência de entrega. Ele é indicado tanto para embarcadores que possuem uma grande quantidade de carga (a partir do modelo FCL – que coloca um contêiner inteiro à sua disposição), quanto para aqueles que possuem cargas menores (a partir do modelo LCL – que permite que o embarcador consolide sua carga com outras em um mesmo contêiner).

O modal marítimo é escolhido por muitos embarcadores devido aos seus custos reduzidos. A tarifa do frete marítimo é cobrada pelo peso/volume da mercadoria (cubagem), sendo considerado o que gerar mais receita ao armador. Além disso, podem ser cobradas algumas taxas adicionais, como sobretaxa de combustível, congestionamentos, volumes pesados ou ajuste cambial.

Frete Rodoviário Internacional

Apesar de mais utilizado para demandas de transporte nacionais, o frete rodoviário é uma opção interessante para embarcadores que desejam exportar suas mercadorias do Brasil para outros países da América do Sul. Além de ser uma opção muito econômica, o modal rodoviário propicia uma grande flexibilidade aos embarcadores, visto que acomoda cargas de diversos tamanhos e peculiaridades, como congelados, perecíveis ou carga viva.

Ao contrário dos modais aéreo e marítimo, o frete rodoviário também permite o transporte porta a porta, significando que a mercadoria precisa passar apenas por uma operação de carga (no ponto de origem) e uma de descarga (no local de destino). Além disso, ele atende a embarcadores que precisam transportar para locais remotos, que não são próximos de aeroportos/portos.

A composição do valor do frete rodoviário normalmente se dá a partir dos seguintes fatores: tarifa x peso da mercadoria, taxa ad-valorem (percentual cobrado sobre o valor da mercadoria) e seguro rodoviário obrigatório.

Escolha o parceiro certo para cuidar de sua logística internacional! 

Seja qual for o modal de transporte ideal para a sua exportação, a Maxitrans pode te auxiliar com soluções integradas e completas de logística internacional!

Send Comment